Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Ver para Crer!

por vianadoalentejoja, em 30.01.14

Assinado contrato de financiamento do Paço dos Henriques

 

Foi assinado na passada segunda-feira, na Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Alentejo (CCDRA), em Évora, o contrato de financiamento referente ao projeto de “Recuperação e Reutilização do Conjunto do Paço dos Henriques”, em Alcáçovas, avaliado em cerca de 2 milhões de euros.

Com a aprovação da candidatura da Câmara Municipal ao INALENTEJO, o projeto será cofinanciado pelo FEFER, no âmbito do Programa Operacional do Alentejo, em 85%, cabendo ao Município de Viana do Alentejo o pagamento de cerca de 15% do valor total da obra.

O projeto arquitetónico consiste na recuperação, conservação e reutilização do Paço dos Henriques, constituído por 3 conjuntos patrimoniais – o Paço Residencial, a Capela de N.ª Sr.ª da Conceição e o Jardim das “Conchas”, onde será recuperado o magnífico espólio de “embrechados” aí existente.

Para além da preservação e valorização do património arquitetónico e histórico do concelho de Viana do Alentejo e da freguesia de Alcáçovas, a recuperação do Paço dos Henriques disponibilizará um recurso cultural e turístico de inestimável valor para o desenvolvimento económico, cultural e patrimonial do Município e, em particular, da freguesia de Alcáçovas.

 

Fonte: http://www.radioelvas.com/index.php?option=com_content&view=article&id=16703:assinado-contrato-de-financiamento-do-paco-dos-henriques&catid=1:regional&Itemid=25

Autoria e outros dados (tags, etc)


3 comentários

De Anónimo a 31.01.2014 às 11:23

Já não consegues mais disfarçar. Toda a gente percebeu o salto.
Foi filme já visto, o que mostra que não tens mais imaginação. É o fim para ti.

De Anónimo a 03.02.2014 às 11:26

Mais uma obra de milhões para Alcáçovas, onde o retorno para o Município é quase nulo. Na conjuntura atual e um crime avançar para esta obra "mesmo sendo financiada" que o que vai trazer ao Concelho é mais despesa, sacrifícios para as outras freguesias, sacrifícios ao movimento associativo do concelho.
Não é por acaso que o Presidente e o Gainho, passaram o tempo nas reuniões com as associações a dizer que a Câmara não tem dinheiro.
Sendo uma obra da responsabilidade do Governo central, valerá a pena uma intervenção com um custo perto dos Três Milhões de euros, deixando para trás por exemplo, a segunda fase da requalificação do centro histórico de Viana, essa sim uma obra com um retorno enorme para o Município?????

De Anónimo a 05.02.2014 às 12:40

Embora de forma anónima, já se admite que é contra. É pena que ao longo dos anos se tenham servido deste "emblema Paço dos Henriques" para guerras partidárias e fins eleitoralistas, tal como descaradamente o voltaram a fazer na última campanha eleitoral, ao colocarem este projeto no seu programa eleitoral. É caso para perguntar se tivessem ganho as eleições o que faziam? rasgavam o compromisso?
Na minha terra chama-se a isto hipocrisia e oportunismo.
A verba que a autarquia tem que despender para requalificar um dos seus monumentos mais importantes,tornando-o um importante pólo de cultura e de desenvolvimento turistico, rondará os 300.000€ que, em termos de valor comparativo, é o mesmo que custou à autarquia as carradas de alcatrão espalhadas à pressa e sem critério por algumas ruas das vilas do Concelho antes das eleições de 2009, numa atitude de desespero e de apego ao poder.
Ao dizer as mentiras que lhe interessa para lançar confusão, como "uma obra de três milhões" quando de fato é publico que não chega a dois, ou que por causa desta obra não avança a 2ª fase da requalificação do Centro Histórico de Viana, mesmo sabendo que este financiamento só podia ser aplicado no Paço dos Henriques e que o Centro Histórico será candidatado quando abrirem avisos dos fundos comunitários, o anónimo envereda pelo caminho da demagogia e da mentira, comportamentos que são intrínsecos ao seu ADN e tanto prejudicaram a nossa comunidade em tempos bem recentes, ainda bem presentes na memória de todos.
Apenas num ponto concordo com o anónimo. De fato é importante e prioritário dar continuidade ao trabalho de requalificação dos Centro Histórico, só é pena que esta obra não tenha sido feita nos tempo que os financiamentos e apoios abundavam, oportunidade que todos os outros munícipios aproveitaram, à excepção de Viana do Alentejo. Hoje andamos com muita dificuldade a correr atrá do prejuizo, sobrecarregados com a maior crise desde o 25 de Abril de 1974 e a ter que conviver com os vómitos proferidos anónimamente pelos anónimos de serviço à caserna.
É a vida e ao mesmo tempo a oposição que infelizmente temos.

Comentar post



Atentos ao Futuro


Pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Janeiro 2014

D S T Q Q S S
1234
567891011
12131415161718
19202122232425
262728293031



Arquivo